Cuidados e carinhos para a hora da adoção de um pet

As necessidades do animal e a rotina da casa devem ser considerados. Crédito da foto: Pixabay.com

Receber um animalzinho em casa é uma grande decisão. Eles precisam de cuidados, carinhos, alimentação balanceada e mudam a rotina do lar. É necessário, então, pensar muito bem antes de tomar a decisão de adotar um bichinho, seja um gato, cão, pássaro ou peixes. Para ajudar nessa reflexão, a médica-veterinária Natália Lopes, gerente de comunicação científica de uma fábrica de ração, fala sobre a posse responsável e os benefícios que os pets podem trazer para nossas vidas.

Ela lembra que a responsabilidade com o animal começa quando ele ainda é filhote. “A guarda responsável de um animal de estimação pode ser definida como ‘a responsabilidade de um tutor em cuidar adequadamente das necessidades de seu gato ou cão ao longo da vida’.

Essa responsabilidade deve ser compartilhada por todos os membros da família e é um compromisso que deve ser levado a sério.” Natália continua que “a guarda responsável começa antes dos filhotes chegarem ao novo lar, quando as pessoas ainda estão avaliando quais pets são mais adequados para seu estilo de vida e onde buscá-los da forma correta, em ONG’s ou criadores responsáveis, com rígidos protocolos de bem-estar animal, por exemplo.”

Tomada a decisão e já com o peludinho eleito é É essencial socializar os animais de estimação e compreender o comportamento deles.

“Uma das etapas mais importantes que um tutor deve passar é a socialização de seus animais de estimação. Esse processo deve começar cedo na vida do cão ou gato, ainda no criador ou abrigo, com duas semanas de vida para um gatinho e três semanas para um filhote de cão. Os pets devem ser expostos ao maior número possível de imagens, sons, experiências e pessoas diferentes, tudo em um contexto positivo. Isso os acostumará a ter menos medo à medida que crescem.”

Para garantir que este seja um processo tranquilo, os tutores devem procurar entender a linguagem corporal de seus pets, iniciando as interações de forma lenta e consistente para estimular a confiança.

Deixe-os explorar o ambiente em seu próprio tempo e recompense comportamentos corajosos. Já defina as regras que deseja que eles sigam mais tarde. Ensine como lidar com emoções fortes, com frustração, com estresse, e esteja preparado para uma jornada de aprendizado mútuo ao longo da vida.

Outro cuidado destacado pela veterinária é com relação à saúde do animal como um todo. “Três elementos principais ajudam o animal de estimação a se manter saudável: cuidados, nutrição e estímulos. A nutrição é particularmente importante para o bem-estar dos filhotes, uma vez que cada animal tem necessidades nutricionais únicas dependendo de uma variedade de fatores, incluindo raça, tamanho, idade, estilo de vida e ambiente em que vive. Uma alimentação adequada e de qualidade, que atenda a essas necessidades, ajudará a melhorar a saúde e o bem-estar do pet em todas as fases da vida. Da mesma forma, estímulos como brincar, fazer carinho e educar afeta o bem-estar dos animais de estimação, fazendo-os se sentirem mais felizes e realizados.” (Da Redação)

O post Cuidados e carinhos para a hora da adoção de um pet apareceu primeiro em Jornal Cruzeiro do Sul.

Fonte

O post “Cuidados e carinhos para a hora da adoção de um pet” foi publicado em November 21, 2020 e pode ser visto originalmente diretamente na fonte Jornal Cruzeiro do Sul