in

Financiamento cresce e venda de imóvel usado aumenta 46%

Levantamento do CRECI mostra que locação teve queda

O aumento dos financiamentos bancários fez com que as vendas de imóveis usados crescessem 46,06% em outubro, comparado a setembro. Os dados são de um levantamento feito com 83 imobiliárias e corretores credenciados pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo (CreciSP). Os dados são de Sorocaba mais 18 cidades da região, incluindo Itu e Salto.

 O volume de casas e apartamentos vendidos com empréstimos de bancos públicos e privados subiu de 49,06% das vendas realizadas em Setembro para 62,96% em Outubro, uma alta de 13,9 pontos percentuais. As vendas em Outubro se concentraram em imóveis mais baratos do que em Setembro – 61,22% delas com preços médios de até R$ 200 mil contra 64,51% até R$ 300 mil no mês anterior.

Foram vendidos em Outubro nessas cidades mais casas (57,81%) do que apartamentos (42,19%). A maioria desses imóveis é de bairros de periferia (66,67%) e tem padrão construtivo standard (52,17%). As casas mais vendidas têm 2 dormitórios (55,17%), área útil entre 101 e 200 metros quadrados (37,93% do total) e uma ou duas vagas de garagem (44,83%). Apartamentos de 2 dormitórios somaram 95% das vendas, 85% deles com uma vaga de garagem e 65% com área útil de até 50 metros quadrados.    

“Os resultados dessa pesquisa comprovam mais uma vez a importância do financiamento para o mercado de imóveis usados e o quanto ele é fundamental para a realização do sonho da casa própria, especialmente para as famílias de menor renda”, afirma José Augusto Viana Neto, presidente do CreciSP. Ele ressalta que foram os empréstimos bancários, especialmente para a construção, que permitiram ao setor imobiliário crescer nesses quase dois anos de pandemia.

Segundo o Banco Central e a Abecip, entidade que reúne as empresas de crédito imobiliário e poupança, os financiamentos equivaliam a 1,87% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2001 e neste ano já chegaram a 9,83%, só abaixo dos 9,93% de 2020. “A alta dos juros deve arrefecer um pouco o crescimento ano que vem, mas a expectativa é que os bancos continuem a financiar a construção e a compra de imóveis usados ofertando as melhores condições possíveis”, acrescenta Viana Neto.

O presidente do CreciSP não vê a  concentração das vendas nos imóveis mais baratos como característica única de Sorocaba e cidades vizinhas, mas sim como uma tendência em todo o Estado, como mostram as pesquisas regionais do CreciSP, e que reflete a perda de renda provocada pelo aumento da inflação e dos reajustes salariais abaixo da alta de preços.

Viana Neto lembra que essa situação impacta também o mercado de lançamentos, “com as incorporadoras investindo crescentemente nos imóveis que chamam de compactos e com preços que em muitos casos não chegam a R$ 300mil”.

Locação em queda

A locação de casas e apartamentos caiu 12,15% em outubro comparado a setembro segundo a pesquisa feita pelo CreciSP com 83 imobiliárias de Sorocaba e 18 cidades da região.

Os novos inquilinos deram preferência aos imóveis com aluguel mensal de até R$ 1 mil (51,61%), divididos entre casas (54,35%) e apartamentos (45,65%). Quase a metade (47,92%) é de bairros de periferia e a maioria tem padrão construtivo médio (79,41%).

Segundo a pesquisa, que 50% das casas alugadas têm 2 dormitórios, 27,78% têm 1 dormitório, 16,67% têm 3 dormitórios e 5,56% dispõem de 5 ou mais quartos. A área útil de 50% dessas residências varia entre 51 e 100 metros quadrados e 66,67% contam com uma vaga de garagem.

Os apartamentos com 2 dormitórios são a maioria dos alugados em Outubro (69,23%), seguidos pelos de 3 dormitórios (30,77%). Quase todos (92,31%) têm área útil entre 51 e 100 metros quadrados; 7,69% dispõem de até 50 m2. Têm uma vaga de garagem 53,85% desses apartamentos e duas vagas, 46,15%.

A pesquisa CreciSP foi feita com 83 imobiliárias das cidades de Angatuba, Araçariguama, Araçoiaba da Serra, Boituva, Cerquilho, Guareí, Ibiúna, Itapetininga, Itu, Mairinque, Piedade, Porto Feliz, Salto, São Miguel Arcanjo, São Roque, Sarapuí, Sorocaba, Tatuí e Votorantim.

O post Financiamento cresce e venda de imóvel usado aumenta 46% apareceu primeiro em Jornal de Itu.

O que achou disto?

Proposto pra pensar por Carlos Diego

impacto fashion week

Novo Código de Mineração mira 10% do PIB e atende a pedidos de Arthur Lira e Jair Bolsonaro, assume deputado