in

Com fusão, Galvão não garante que permanecerá no DEM

Na última quarta-feira (06), o deputado estadual Rodrigo Moraes e seu pai, José Olímpio, estiveram em Brasília para votar pela regularização da fusão dos partidos DEM e PSL. O novo partido vai se chamar União Brasil e usará na urna o número 44. A nova sigla terá, em um primeiro momento, a maior bancada da Câmara Federal, com 82 deputados, além de quatro governadores e oito senadores. 

Em Itu, o vereador do Democratas, Dr. José Galvão Moreira Filho, explica que até a homologação do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que deverá ocorrer em fevereiro de 2022, nada muda. “Continuamos Democratas. Diana Galvão, minha esposa, continua presidente do Democratas de Itu e nossa base política, o deputado Rodrigo Moraes e José Olímpio, fazem parte da executiva nacional do União Brasil”, declarou.

Em São Paulo, há uma falta de consenso sobre a eleição para governador em 2022. Uma ala tenta atrair o ex-governador Geraldo Alckmin, que está de saída do PSDB, para a fusão DEM-PSL. Outra ala quer apoiar o vice-governador Rodrigo Garcia (PSDB), candidato do atual governador João Doria (PSDB) à sua sucessão. 

“Ainda não sabemos como vai ficar. O importante é sabermos que será um partido forte, coeso, que terá no cerne o diálogo. As diferenças não nos afastam, nos unem! Seguimos em frente defendendo os interesses da população com respeito focado nos direitos da família brasileira”, finaliza Galvão.

O post Com fusão, Galvão não garante que permanecerá no DEM apareceu primeiro em .

O que achou disto?

Proposto pra pensar por Carlos Diego

Secretaria de Saúde divulga calendário de vacinação para a próxima semana

Guia fala sobre turismo local em Lado a Lado com Mirna